Para acabar com as Tretas

Uma coisa que me irrita bastante é quando não consigo me comunicar eficientemente com outras pessoas. Sempre busquei uma forma de fazer isso melhor, de passar melhor as ideias que tenho na minha cabeça, e recentemente internalizei certas coisas que mudaram completamente a maneira com que consigo me expressar.

Tive a ajuda de diversos seres humanos iluminados que me ensinaram muito sobre como se comunicar bem e manter uma relação agradável com outras pessoas. Essa separação em 3 pontos principiais é algo que nunca cheguei a ver explicitamente, porém, e acredito ser um sistema que funcione relativamente bem pra mim e portanto, potencialmente, para outros.

Vou escrever no tom de um manual, mas não interpretem dessa maneira, visto que só li um único livro realmente sobre o assunto e o resto não passa de um devaneio que fiz até para mim mesmo. É um guia pessoal que acredito poder ser útil para outros. Também apresentei numa ordem que acredito fazer certo sentido mas eu mesmo internalizei essas ideias numa ordem diferente, então são na verdade independentes.

Se expresse mais!

Considero a introspectividade algo ruim. No sentido de predominantemente suprimir pensamentos que poderiam ser compartilhados por conta de timidez ou vergonha. Podem existir outros momentos ou formas de introspectividade realmente úteis, mas ao deixar de compartilhar as ideias que surjam na sua cabeça se cria uma espécie de loop mental de preocupação que só pode gerar estresse. E como muitos dizem: toda preocupação é absurda.

De outro modo: Toda forma de expressividade real é válida.

Pense antes de reclamar.

É importante também criar um filtro para ideias que não vão agregar à discussão. Reclamações puras geralmente são assim, como por exemplo enunciar que o ônibus não chega ou que a fila não anda.

Esses tipos de reclamação não chegariam a mudar nada de verdade, a não ser que sejam feitas para alguém responsável pela situação. Mesmo nesse caso, focar na reclamação em si não vai ter uma receptividade boa. É melhor chegar já com uma potencial solução ou mesmo apenas com uma pergunta sincera que faça pensar.

Um exercício interessante para se livrar desses tipos de pensamentos é o de passar 1 mês inteiro sem reclamar de nada. A princípio pode demandar um bloqueio consciente para não falar certas coisas mas, com um tempo, sua própria voz mental vai parar de reclamar também e vai ser bem fácil de sempre se ver apenas o lado positivo das coisas ou já uma solução.

Abra mão do controle…

Essa é a mais difícil de todas e acredito ser um desafio interminável, mas sempre passível de melhoramento. A mania de controle se manifesta de diversas maneiras e não consegui sequer identificar todos os meus vícios ainda, quanto mais me livrar deles.

Pode ser não ouvindo realmente o outro ou não pensando na sua perspectiva, pode ser valorizando demais seus próprios sentimentos e opiniões, pode ser até se recusando a continuar discutindo, talvez por medo de mudar de opinião. Cada dia encontro mais uma maneira que eu mesmo caio nesse vício de tentar controlar tudo, não só o mundo externo como até meus próprios pensamentos.

Essa ideia pode ser expandida também além da comunicação, para diversos outros aspectos da existência e convivência humana. Pode ser no trabalho, nos estudos, na amizade ou no amor, tenho sempre notado benefícios em simplesmente deixar as coisas serem como são. Existem diversos ditados populares sobre isso, poderia citar aqui mas deixo para a imaginação de cada um.

Finalizo ainda com a sugestão de um vídeo que pode explicar melhor o que eu sinto, visto que essa é a ideia que considero mais complexa: Alan Watts – Let Go of Controlling Everything.

z0auawqq
Um “salve!” pro Meu Guru Favorito.

Esses são os princípios que eu tento seguir. Como sempre, estou aberto a qualquer tipo de feedback ou discussão. Podem falar comigo por qualquer plataforma. Dou preferência a comentários aqui mesmo, até pra agregar ao próprio texto.

Por ter lido até aqui meu muito obrigado, e se achar que valeu a pena não hesite também em compartilhar! Abraço.

2 thoughts on “Para acabar com as Tretas

  1. Muito interessante suas dicas, preto!!!
    Concordo plenamente com elas! Acho que você está no caminho certo. Temos que expor nossas opiniões, sem impor. Ninguém é dono da verdade, mas escutar as opiniões contrárias às nossas é saudável pois nos faz refletir. Até onde estamos certos?
    Um beijo 😘

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s